Atacantes findam jejum de gols, mas meias brilham e seguem na artilharia do Cruzeiro

Fim do jejum dos atacantes do Cruzeiro. Nessa quinta-feira, a goleada aplicada diante da Universidad de Chile, por 7 a 0, serviu tanto para manter o time vivo na Taça Libertadores quanto para acabar com a “zica” do ataque. Sassá, duas vezes, e Rafael Sobis foram os responsáveis por findar a seca. Agora, a equipe ocupa o segundo lugar do Grupo 5, com cinco pontos – mesma pontuação da La U, porém, com vantagem, justamente no saldo de gols.

Antes dos gols de Sassá e Sobis, o jovem Raniel havia sido o último atacante a marcar. Ele fez dois na vitória diante do Patrocinense, por 2 a 0, pelas quartas de final do Campeonato Mineiro. De lá para cá, apenas jogadores de outras posições balançaram as redes. Além disso, o ataque, de modo geral, estava em jejum há três jogos. O time não marcava desde o triunfo contra o Atlético-MG, na final do Estadual, no início de abril.

Apesar do fim do jejum dos atacantes, quem segue “brilhando” na artilharia são os meias. Rafinha, Arrascaeta e Thiago Neves, que iniciaram a partida contra La U como artilheiros do time na temporada, marcaram gols e subiram, ainda mais, no ranking de goleadores da equipe. TN30, porém, fez dois e se isolou na liderança, com sete gols.

Fonte: globoesporte.globo.com

Deixe uma resposta

Fale conosco

Endereço: Praça Pedro Rabelo de Matosnº 08, Centro, Paripiranga (BA)

Fone: (75) 3279-2135

Anuncie

Anuncie sua marca na rádio e no site. Entre em contato.

Participe via whatsapp

(75) 99814-7184