Com folga e sem cartilha, Seleção se nega a tratar jogadores como crianças

A seleção brasileira da Copa do Mundo de 2018 libera seus jogadores para assinar novos contratos, ao menos nessa fase de preparação, antes do torneio começar, não impõe cartilhas e a única recomendação antes de folgas, como a da última segunda-feira, é: “Desfrutem”.

O que para uns pode parecer excesso de liberdade, na visão da comissão técnica, é um laço de confiança estabelecido ao não tratar os convocados como crianças. O meia Fred, por exemplo, aproveitou o descanso concedido para realizar exames médicos e assinar contrato com o Manchester United. Nesta terça, estará de volta aos treinos com o grupo.

Neymar e Gabriel Jesus curtem a folga juntos (Foto: Reprodução / Instagram)

O coordenador Edu Gaspar garante que esse é o melhor método para garantir o foco dos atletas na Seleção.

– Temos de pensar com a cabeça do atleta. Como você acha que ele se sentiria tendo uma negociação adiantada, com esses valores envolvidos, e não pudesse fazer nada? Não é melhor resolver logo essa questão?

– Achar que deixar o jogador fechado vai garantir que ele não pense em outra coisa é um equívoco – afirmou.

Não é a primeira vez que negócios são fechados no ambiente da Seleção. Nem todos foram desse porte, mas contaram com o auxílio da CBF. Edu Gaspar já reservou salas em hotéis, por exemplo, para que atletas pudessem assinar contrato com uma nova marca de material esportivo.

Isso terá limite. A partir do momento em que a Seleção chegar à Rússia, no próximo domingo, Tite vai querer presença mental e física dos jogadores. As concessões serão outras, como a presença de familiares e amigos por perto, na base em Sochi e também nos jogos.

Desde que essa comissão técnica assumiu, há dois anos, uma das tentativas era transformar o que antes eram imposições em compromissos assumidos pelos dois lados.

Nenhuma cartilha de comportamento foi entregue aos jogadores em qualquer momento desses dois anos. Nem agora, na Copa do Mundo. Não existe controle de uso de redes sociais. O Instagram tem revelado boa parte dos bastidores da Seleção.

Antes de liberar o grupo para a folga de segunda-feira, nenhum pedido especial foi feito. Edu Gaspar explica o motivo:

– A única recomendação que nós damos é para que aproveitem ao máximo. Eles são adultos e profissionais de alto nível. Eles sabem que precisam ter uma boa alimentação, que não podem exagerar com bebida. Não precisamos falar. Alguns vão ver suas namoradas ou esposas, outros ficam com amigos, e depois muitos deles vêm nos contar como foi. Não há desconfiança.

A seleção brasileira teve até o almoço desta terça-feira (no horário de Londres) para estar completa novamente no CT do Tottenham, onde ainda treinará até sexta-feira antes de viajar a Viena, palco do último amistoso antes da Copa do Mundo, domingo, contra a Áustria.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

Fale conosco

Endereço: Praça Pedro Rabelo de Matosnº 08, Centro, Paripiranga (BA)

Fone: (75) 3279-2135

Anuncie

Anuncie sua marca na rádio e no site. Entre em contato.

Participe via whatsapp

(75) 99814-7184