Governo vai cortar R$ 3,8 bilhões de gastos para bancar redução do preço do diesel

O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, disse em entrevista à GloboNews que o governo fará um corte de R$ 3,8 bilhões no Orçamento da União para bancar a redução de R$ 0,46 no preço do diesel. “O corte irá afetar outros programas do governo e é necessário para resolvermos a crise atual”, afirmou Guardia.

Além do corte, o governo irá usar R$ 5,7 bilhões de arrecadação extra deste ano para atingir os R$ 9,5 bilhões de subsídios que serão concedidos pelo Tesouro para atender a reivindicação dos caminhoneiros.

“Agora, esperamos que o país volte à normalidade, os pedidos dos caminhoneiros foram atendidos”, disse o ministro da Fazenda.

Guardia destacou que, para viabilizar a redução total de R$ 0,46, o Congresso terá de aprovar o projeto de reoneração da folha de pagamento.

Com essa receita extra que irá entrar nos cofres do Tesouro, o governo irá bancar R$ 0,16 dos R$ 0,46 que serão reduzidos no preço do diesel. Isso será feito zerando a Cide e reduzindo o PIS-Cofins cobrado sobre o combustível. Os R$ 0,30 restantes serão bancados com o subsídio de R$ 9,5 bilhões.

O ministro disse ainda que órgãos do governo irão trabalhar para garantir que a redução de R$ 0,46 chegue até os postos de gasolina. “Os órgãos do governo vão trabalhar para garantir essa redução e contamos também com a fiscalização dos caminhoneiros”, afirmou.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

Fale conosco

Endereço: Praça Pedro Rabelo de Matosnº 08, Centro, Paripiranga (BA)

Fone: (75) 3279-2135

Anuncie

Anuncie sua marca na rádio e no site. Entre em contato.

Participe via whatsapp

(75) 99814-7184