Quarta-feira da Copa tem Diego Costa e Thiago: dupla que Tite não queria ver pela TV

Nesta quarta-feira, o Brasil estará viajando para São Petersburgo enquanto a Espanha enfrentar o Irã, em Kazan. Tite não poderá assistir, ao vivo, a uma das favoritas e, especialmente, a dois jogadores que ele não gostaria de ver só pela televisão: Thiago Alcântara e Diego Costa.

A comissão técnica da Seleção lamenta demais que os dois tenham se naturalizado espanhóis, apesar de histórias bem diferentes.

Filho do tetracampeão Mazinho, Thiago nasceu na Itália, vive no país desde os três anos e diz jamais ter cogitado atuar pelo Brasil. Diego Costa, por outro lado, chegou a ser convocado por Luiz Felipe Scolari para amistosos, em 2013, mas a ausência em listas seguintes o fez optar por defender a Espanha. Ele já foi convocado para a Copa do Mundo no ano seguinte.

Diego Costa preencheria uma lacuna que ficou aberta na Seleção (Foto: Reuters)

Ao longo das eliminatórias, Tite costumava dizer que se pudesse naturalizar um jogador estrangeiro para atuar em sua equipe, ele seria justamente Thiago.

Aos 27 anos, ele teria grande chance de ser dono de uma faixa de campo, o meio central, muito valorizada pelo técnico, e que ainda não teve uma definição total. Paulinho e Coutinho têm jogado no setor, depois de chances a Renato Augusto, Fernandinho, Diego, entre outros.

Thiago desabrochou para o futebol no Barcelona de Pep Guardiola, que depois o levou para o Bayern de Munique. Essa escola de meio-campistas que vão de uma área à outra e têm adoração pelo bom passe deixa Tite encantado – outro espanhol que ele adora é David Silva.

Thiago Alcântara com a bola em treino da Espanha (Foto: REUTERS/Francois Lenoir)

Thiago Alcântara com a bola em treino da Espanha (Foto: REUTERS/Francois Lenoir)

Já Diego Costa, se estivesse disponível, preencheria uma lacuna que ficou aberta na Seleção para a Copa do Mundo: a de um centroavante com características diferentes das de Gabriel Jesus e Firmino: alto, de imposição física na grande área, cabeceador, mas que sabe jogar.

Tite testou Diego Souza e chegou a convocar Willian José. Também observou Jô. Mas nenhum deles encantou a ponto de levar o treinador a abrir mão de outro nome da lista para ter essa alternativa de mudança de jogo.

É claro que a seleção brasileira não chora mais as perdas dos dois jogadores. Tite acredita que seu grupo é absolutamente capaz de vencer a Copa do Mundo. Mas que Thiago e Diego Costa teriam enormes chances de estar neste grupo, se não tivessem naturalizado, é fato.

Na primeira rodada, o Brasil também viajou durante um jogo da Espanha. Diego Costa fez dois gols no empate de 3 a 3 com Portugal, e Thiago entrou no segundo tempo, quando a equipe chegou a colocar os portugueses na roda antes de Cristiano Ronaldo empatar, com um golaço de falta.

Fonte: G1.

Deixe uma resposta

Fale conosco

Endereço: Praça Pedro Rabelo de Matosnº 08, Centro, Paripiranga (BA)

Fone: (75) 3279-2135

Anuncie

Anuncie sua marca na rádio e no site. Entre em contato.

Participe via whatsapp

(75) 99814-7184