Ruy projeta jogo duro contra o Bahia, mas ressalta: “Tabus foram feitos para serem quebrados”

Enfrentando uma fase difícil em sua história, após o rebaixamento para a segunda divisão em 2018, o Vitória tem uma dura missão contra o rival Bahia, na Arena Fonte Nova, neste domingo (3), pela terceira rodada da Copa do Nordeste. Depois de empatar com a Jacuipense, pelo Campeonato Baiano, nesta quinta-feira (31), o rubro negro baiano espera, neste domingo, conseguir quebrar o tabu de 10 partidas sem vencer o maior rival.

Em entrevista concedida na Toca do Leão, na tarde desta sexta-feira (1º), o meia Ruy, recém contratado pelo Esporte Clube Vitória, comentou sobre o empate com a Jacuipense,  por 1 a 1, pela terceira rodada do estadual. Poupado por Chamusca, o atleta revelou que gostaria de estar em campo mas entende a decisão do treinador de poupá-lo para estar em melhores condições no clássico BaVi.

“Falando sobre a partida de ontem, não é um resultado que nossa equipe esperava. Esperávamos uma vitória para o torcedor. O atleta quer sempre estar em campo, vestindo a camisa do clube e tentando defender da melhor maneira possível, mas foi traçado um planejamento pela comissão técnica e a gente tem que respeitar e acatar. O professor Marcelo (Chamusca) fez o melhor para a gente estar em boas condições para esse domingo mas também quem entrou ontem tinha totais condições de jogar. Apesar do empate, eles representaram bem a camisa do Vitória. E agora a gente ta bem descansando e focado para chegar no domingo e fazer uma boa partida”, pontuou o atleta.

A última vez que o Leão venceu o Bahia foi no dia 27 de abril de 2017, pela partida de ida das semifinais da Copa do Nordeste: 2×1 no Barradão. No jogo da volta, o Tricolor venceu por 2 a 0 na Arena Fonte Nova, eliminou o Vitória e começou com a sequência invicta diante do rival. No entanto, para Ruy, em um clássico do tamanho do BaVi nunca existirá um favorito.

“Clássico não existe um favoritismo. Lógico que o Bahia esta vindo de uma manutenção de elenco com seu treinador, mas quando apita o inicio da partida se trata de vitoria contra Bahia, um clássico muito grande. Acho que a gente fazendo um bom jogo, dando nosso máximo e respeitando a equipe do Bahia, a gente tem grandes condições de chegar lá e fazer um bom resultado. Então vejo que não tem favorito em um clássico de uma grandeza como essa”, afirmou Ruy.

“Eu acho que os tabus foram feitos para serem quebrados. Vamos encarar como o jogo mais importante da nossa vida, nos empenhando ao máximo”, acrescentou o meia.

Fonte: Varela Notícias

Deixe uma resposta

Fale conosco

Endereço: Praça Pedro Rabelo de Matosnº 08, Centro, Paripiranga (BA)

Fone: (75) 3279-2135

Anuncie

Anuncie sua marca na rádio e no site. Entre em contato.

Participe via whatsapp

(75) 99814-7184