Saiba como aplicativos para celular podem servir de suporte e ajudar no controle da ansiedade

A cada 40 segundos, uma pessoa se suicida no mundo. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o suicídio é a segunda principal causa de morte entre jovens com idade entre 15 e 29 anos. A cada ano, cerca de 800 mil pessoas atentam contra a própria vida no mundo e um número muito maior tenta o suicídio.

O Ministério da Saúde trata o suicídio como um fenômeno social, multifacetado, presente ao longo da história da humanidade, sendo um grave problema de saúde pública que pode afetar pessoas de diferentes classes sociais, idades, origens, orientações sexuais e identidades de gênero. 

Na Bahia, de acordo com a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), foram registrados 3.324 casos de suicídio entre 2010 e 2017. 

Quem está em risco?

Vários suicídios ocorrem, principalmente de forma impulsiva, em algum momento de crise. Diversos fatores em conjunto podem levar ao suicídio, que é um ato de desespero. A pessoa que o comete, não quer morrer, mas sim acabar com o sofrimento naquele momento. Segundo a OMS, acontece com um colapso na capacidade de lidar com os estresses, como o fim de um relacionamento, desemprego ou doenças crônicas. 

“Além disso, o enfrentamento de conflitos, desastres, violência, abusos ou perdas e um senso de isolamento estão fortemente associados com o comportamento suicida”, diz a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS).

Prevenção

Considerando que a depressão é um dos principais fatores e está significativamente associada à causa do suicídio, deve-se atentar ao que pode ter levado ao agravamento do problema.

Diante da complexidade, é necessário ter acompanhamento profissional. “Aposto em psicoterapia centrada no cuidado, em acolhimento sem julgamentos, empatia com o sofrimento humano, ajuda no enfrentamento desses sofrimentos, facilitando que o cliente dê novo sentido para seu desespero existencial”, diz a psicóloga Milena Mendonça.

Transtorno de ansiedade

Sendo um risco iminente ao suicídio, o transtorno de ansiedade deve ser diagnosticado e tratado com as devidas precauções. 

Controlar e prevenir a ansiedade não é uma tarefa fácil. De acordo com Milena Mendonça, a ansiedade é um sentimento natural e comum vivido diante de expectativas e preocupações, que, na dose certa, garantem até a sobrevivência. No entanto, para ela, passa a ser disfuncional quando ocorre de maneira demasiada.

Causas e sintomas

De uma maneira geral, as causas da ansiedade podem ser excesso de preocupação com o futuro, sofrimento por antecipação, pensamentos acelerados, pensamentos recorrentes negativos, medos e falta de ar.

Aplicativos

Quem sofre com ansiedade e estresse pode contar com a ajuda da tecnologia. Aplicativos como “Tá tudo bem?” e “Querida ansiedade” foram desenvolvidos com o intuito de desmistificar o suicídio com informações e dar acesso rápido e fácil à ajuda. 

A maioria desses aplicativos para controle de ansiedade funciona como guias nas práticas de meditação, técnicas de respiração, relaxamento através de sons para estimular o sono, entre outros métodos. “Todos esses manejos, em geral, ajudam sim no controle de ansiedade, mas não podemos perder de vista a identificação da raiz do problema”, afirma Milena Mendonça.

Para Milena, o uso de apps pode ser favorável e servir de suporte em momentos pontuais. No entanto, não é a solução para um suposto problema e muito menos a substituição da psicoterapia. “O processo psicoterapêutico é que ajudará a reconhecer os gatilhos que tornaram essa ansiedade disfuncional”, diz a psicóloga.

“Não defendo o uso de aplicativos como a principal ferramenta, mas como um auxílio”, completa.


‘Tá tudo bem?’

Desenvolvido por uma psicóloga, é um app 100% gratuito. Suas principais funcionalidades são, além de oferecer informação, servir como um dispositivo de fácil acesso na busca por ajuda e estimular o bem estar em quem o utiliza. Possui uma série de ferramentas de apoio, como um botão de emergência que liga diretamente para o Centro de Valorização da Vida (CVV), no número 188, mostra uma lista de razões para viver, notificações diárias de apoio emocional e uma lista de contatos de emergência.

‘Querida ansiedade’

É um aplicativo que reúne vídeos que ajudam a relaxar em momentos de crise. Há funções como “preciso acalmar agora” e vídeos que guiam a meditação e a escrita terapêutica.

Saiba onde procurar ajuda terapêutica gratuitamente:

Centro de Valorização da Vida (CVV)
188
R. Luis Gama n° 47 – Nazaré – Tel.: 3322-4111 / 3244-6936
Atendimento por telefone 24 horas e pessoalmente das 7h às 18h.

Núcleo de Atendimento Psicológico (NAPSI)
Av. Ademar de Barros, 343 Ed. Julio Call, sala 108 – Tel.: 3247-5020
Psicodiagnóstico, psicoterapia, orientação profissional, psiconcologia

Centro de Estudos de Família e Casal (CEFAC)
Pq Lucaia, Ed. WM – Tel.: 3334-3150
Psicoterapia individual, conjugal e familiar

Centro Comunitário Batista Cleriston Andrade (CECOM)
Rua Lord Cockrani, Garibaldi – Tel.: 3235-8114.
Atendimento individual e em grupo

CÍRCULO
Rua Ademar de Barros, Ondina. Tel.: 3245-6015

Complexo Comunitário Vida Plena (CCVP)
Rua Artur Gonzales (fim de linha de Pau da Lima)

Projeto Atender (SABBA)
Tel.: 3240-6303

Centro de Orientação Familiar (COFAM)
Av. Joana Angélica n° 79, Pavilhão Julia Carvalho, Internato Nossa Sra. de Misericórdia – Pupilleira. Tel: 3242-5959.
Atendimento de psicoterapia individual e em grupo uma vez ao mês. Não cobra taxa

Lar Harmonia
Rua Dep. Paulo Jacson n° 560 – Piatã. Tel.: 3286-7796, ramal 119
Psicoterapia individual, em grupo, familiar e orientação profissional. Não cobra taxa

SEEBA – Projeto Atender
Av. Paulo VI n° 355 sala 402 – Pituba. Tel.: 3240-6303
Psicoterapia. Taxa a depender do paciente.

Núcleo de Psicologia Pablo Duram
Centro Espírita Cavaleiros da Luz, Pituaçu.
Atendimento para as pessoas de Pituaçu e Boca do Rio
Tel.: 3363-5538/5161

Faculdades:

BAHIANA
Av. Dom João VI n° 275 – Brotas. Tel.: 3276-8259
Cadastro por telefone em janeiro e em junho. Não é cobrada taxa

UNIFACS – NEPPSI
Rua Ponciano de Oliveira n° 126, 1º andar.
Av. Anita Garibaldi, Rio Vermelho. Tel.: 3330-4677 / 4678
Cadastro por telefone. Psicoterapia individual, grupal e familiar

FTC
Av. Luis Viana Filho, n° 8812, Paralela. Tel.: 3281-8073
Cadastro por telefone. A taxa varia de acordo com o paciente. Psicoterapia individual, grupal e familiar

UNIJORGE
Av. Luis Viana Filho, n° 6775, Paralela. Tel.: 3206-8015 / 3534-8000.
Cadastro por telefone

IMAS – Instituto Multidisciplinar de Assistência à Saúde do Centro Universitário Jorge Amado
Av. Edgard Santos, s/nº – Narandiba – Salvador. Tel.: (71) 3103-3900.

UFBA
Estrada de São Lázaro n° 170, São Lázaro – Tel.: 3235-4589
Cadastro por telefone no inicio de cada semestre. Psicoterapia e Orientação Profissional

Ruy Barbosa
Rua Theodomiro Batista, n° 422 – Rio Vermelho. Tel: 3334-2021 / 3205-1745
Psicoterapia individual, grupal, familiar e orientação profissional

Faculdade da Cidade de Salvador
Praça da Inglaterra, Comércio. Tel.: 3254-6916
Serviços: Psicoterapia individual e em grupo para crianças, adolescentes e adultos

Faculdade Castro Alves
Rua Marechal Andréa, 342, térreo, Pituba. Tel.: 3344-2585
Serviços: Psicoterapia individual para crianças, adolescentes e adultos

Fonte: Varela Notícias

Deixe uma resposta

Fale conosco

Endereço: Praça Pedro Rabelo de Matosnº 08, Centro, Paripiranga (BA)

Fone: (75) 3279-2135

Anuncie

Anuncie sua marca na rádio e no site. Entre em contato.

Participe via whatsapp

(75) 99814-7184