Suspeita de tentar vender o filho diz que tinha raiva por o menino ser fruto de estupro

A mulher que foi detida sob suspeita de tentar vender o filho de 12 anos na cidade de Santa Maria da Vitória, no oeste da Bahia, confessou o crime à polícia e afirmou que decidiu vender o adolescente por raiva, porque ele é fruto de um estupro. Segundo o delegado regional da Polícia Civil, que está à frente do caso, Alexandre Haas, a mulher também afirmou que está revoltada com a mãe dela. Não se sabe, contudo, quem a teria estuprado.

No depoimento à polícia, a mãe do menino afirmou que o homem iria pegar o adolescente na rodoviária de Santa Maria e depois iria encaminhá-lo para uma família brasileira que vive no Japão. Ela alegou que iria receber R$ 5 mil na rodoviária e mais R$ 65 mil quando o filho chegasse ao país asiático.

A versão da mulher, no entanto, foi contestada pelo delegado, que afirmou que história que ele seria enviado para o Japão foi um pretexto criado pelo suposto aliciador para iludir o menino. Após ser resgatado da rodoviária, o menino foi levado para a casa de um tio e será acompanhado pelo Conselho Tutelar.

O homem suspeito de negociar a compra do menino é um idoso de 71 anos e ele foi detido na manhã desta terça-feira (15), na cidade de Botuporã, no sudoeste da Bahia. Conforme a polícia, ele possui passagens por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. A mãe dele não tem passagens pela polícia e também não é usuária de drogas. Ela está detida e, caso seja condenada, pode pegar de quatro a oito anos de prisão por tráfico de pessoas.

Fonte: Varela Notícias

Deixe uma resposta

Fale conosco

Endereço: Praça Pedro Rabelo de Matosnº 08, Centro, Paripiranga (BA)

Fone: (75) 3279-2135

Anuncie

Anuncie sua marca na rádio e no site. Entre em contato.

Participe via whatsapp

(75) 99814-7184